25º PubhD de Lisboa

Nanomedicina e Psicologia Social

14 de fevereiro, 19h30 – 21h00, no Bar Irreal

Uma resposta de ouro para a cura do cancro, e uma pergunta: Será que a beleza nos convence?, serão os dois temas em conversa na sessão de fevereiro do PubhD de Lisboa.

O PubhD de Lisboa reúne investigadores de doutoramento, ou pós-doutoramento, no ambiente informal de um bar, para explicarem a sua investigação em linguagem acessível e responderem a perguntas. Cada apresentação terá a duração de 10 minutos, seguida de 25 minutos para perguntas.

As oradoras

Nanopartículas de ouro
Nanopartículas de ouro
(via https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Nanoparticles_(5940478291).jpg)

Raquel Vinhas (Nanomedicina) está a trabalhar no diagnóstico e tratamento da leucemia, um tipo de cancro do sangue, mais concretamente, a leucemia mieloide crónica. Este tratamento será aplicado em pacientes em que a quimioterapia convencional não surte efeito.

A estratégia que a Raquel está a desenvolver é baseada em partículas de ouro extremamente pequenas, com o diâmetro da ordem de uma parte por mil milhões do metro, designadas por nanopartículas.

A Raquel Vinhas é investigadora de doutoramento na Unidade de Ciências Biomoleculares Aplicadas (UCIBIO) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL). É mestre em Biologia Celular pela Universidade de Coimbra e tem experiência profissional na área da biotecnologia.

Anúncio da marca Budweiser
Anúncio da marca Budweiser
(imagem via Pinterest de Carlos Acero, em https://www.pinterest.pt/pin/411516484674308455/)

Joana Mello (Psicologia Social) está a estudar a utilização da beleza em contextos persuasivos, como por exemplo em anúncios ou em campanhas preventivas, e o seu impacto na forma como as pessoas se vêm a elas próprias e na confiança que têm nas suas atitudes.

Com a investigação da Joana pretende-se perceber as consequências na própria pessoa que está a receber uma mensagem publicitária que utiliza a beleza como instrumento persuasivo, nomeadamente de que forma a comunicação produz efetivamente um comportamento (comprar um produto, ou optar por um hábito saudável).

Joana Mello é investigadora de doutoramento no programa Lisbon Social Psychology PhD (LiSP) no William James Center for Research, do Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), em colaboração com a Universidade Autonoma de Madrid. Antes de iniciar o seu doutoramento trabalhou na área de estudos de mercado.

Se quiser estar sempre a par dos próximos eventos do PubhD de Lisboa, subscreva a nossa mailing list (apenas um e-mail por mês). Siga-nos também no Facebook.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s